System Marketing Data

A melhor performance para seus dados

  • Home >
  • Evite Leads falsos em seus formulários de conversão e obtenha mais dados verdadeiros

Evite Leads falsos em seus formulários de conversão e obtenha mais dados verdadeiros


Se você está sofrendo com má qualidade nos dados de seus Leads ou possui muitos Leads falsos em sua base, saiba que há maneiras de reduzir e evitar esse problema.

O conjunto de informações de Leads – geralmente obtidas a partir de formulários preenchidos pelos próprios Leads – nem sempre é confiável, pois pode estar incorreto ou desatualizado. O atributo que mede a confiabilidade desses dados é chamado de Data Quality (ou Qualidade de Dados).

Segundo estudos da Integrate, de 2015, 40% de todos os Leads gerados em B2B apresentam uma qualidade de dados pobre, ou seja, apresentam problemas como dados duplicados, entradas inválidas, e-mails inválidos, campos não preenchidos.

Dados sujos ou poucos dados sobre a base são altamente prejudiciais para suas campanhas de E-mail Marketing (problemas de entregabilidadespam, bounce), personalização das suas campanhas (imagine as variáveis com campos preenchidos erroneamente), qualificação de Leads ineficiente e baixa produtividade do time de vendas.

Analisando uma amostra de 1000 conversões durante um determinado período encontramos cerca de 30% de Leads com informações inválidas de contato. Se sua empresa já gera um grande volume de Leads todo mês, é hora de dar um passo à frente para melhorar a qualidade de dados desses Leads.

Mas se você ainda não tem uma geração de Leads recorrente, foque em atingir sua meta.

Dados falsos ou incorretos é algo inerente ao Inbound Marketing, ou seja, sempre vai existir. Mas há maneiras de reduzir e evitar.

Como obter dados verdadeiros em formulários de conversão e evitar Leads falsos?

Dica 1. Envie seu material por e-mail

Deixe claro na sua Landing Page ou Pop-up que o material será enviado por e-mail.

Após a conversão, você pode direcionar a pessoa para uma página de agradecimento e enviar a ela o material por e-mail. Isso forçará essa pessoa a usar um e-mail válido caso queira consumir o conteúdo.

Dica 2. Não repita a mesma pergunta para seu Lead

Repetir várias vezes a mesma pergunta para o seu Lead implica em uma redução da taxa de retorno em Landing Pages e em uma piora na qualidade dos dados do Lead. O Lead fica frustrado por responder a mesma pergunta e acaba respondendo tudo de “qualquer jeito” apenas para ter acesso ao conteúdo.

Por isso, a dica aqui é: pergunte apenas o que for realmente relevante em cada etapa da jornada de compra, levando em consideração o material rico que você está oferecendo. Por exemplo, se você está oferecendo um e-book com um conteúdo básico de topo de funil não precisa pedir telefone, faturamento ou tamanho da empresa.

Concentre-se naquilo que realmente é essencial para cada etapa. Se o material for de topo de funil a informação mais importante de coletar é algo que permita você realizar um segundo contato com o Lead e iniciar um relacionamento: endereço de e-mail e nome.

Se você é cliente RD Station poderá utilizar o Formulário Inteligente, uma funcionalidade que permite perguntar nos formulários de Landing Pages apenas o que você ainda não tem de informação sobre seus contatos. Ou seja, sem mais perguntas repetidas para o mesmo Lead.

Dica 3. Escreva um conteúdo de qualidade

Uma coisa que já observamos na Resultados Digitais é que algumas pessoas começam a consumir nossos materiais preenchendo um email errado.

Porém, ao verem que o conteúdo é de qualidade, esses Leads voltam preenchendo com o e-mail correto nas próximas conversões.

Por isso, capriche na qualidade dos seus materiais ricos 🙂

Dica 4. Faça uma higienização da sua lista de e-mails

Antes de tudo, não compre listas de e-mail, pois ela nunca terá a relevância e a qualidade de uma lista conquistada de maneira lícita e orgânica.

O principal objetivo da higienização é remover todos os e-mails que não são válidos e nem relevantes para as próximas campanhas da sua empresa. Se sua empresa estiver enviando e-mails para muitos endereços que não existem, isso é encarado como forte sinal de que a lista não tem qualidade e não é tratada com o devido cuidado. Assim, o servidor de envio de e-mails fica “mal visto” e, mesmo quando a mensagem é relevante e o destinatário quer receber o e-mail, o conteúdo pode acabar parando nos filtros AntiSpam.

Na prática, a higienização serve para eliminar e-mails irrelevantes e é essencial para manter a boa reputação e garantir uma boa entregabilidade.

 

Conteúdo originalmente postado por Resultados Digitais